Publicidade

Abaixo Assinado: Convocação aos servidores municipais com salários atrasados

Categoria: Geral
Criado em Quarta, 10 Janeiro 2018 14:35
Escrito por Redação

Eles querem que a gestão pague o atrasado e cumpra a lei

calore.jpg

Um grupo de profissionais do município procurou a nossa redação para informar aos servidores que estiverem com seus salários atrasados que dirijam-se ao Ministério Público para assinar um abaixo assinado, para que o promotor possa dá entrada num processo que solicite ao prefeito que cumpra a lei e pague o servidor no dia 05 de cada mê, sem atraso.

Os profissionais também irformaram à nossa redação que muitos trabalhadores não receberam o mês de dezembro. Além de ressaltarem que há professores sem receber a graditifacação como deveria ser.

Eles ainda informam que em novembro de 2017 aconteceu uma assembleia geral com os servidores públicos municipais e a dieretoria do SINDSEMP – PIRIPIRI, onde ficou acertado que os servidores não aceitariam que seus pagamentos fossem feitos até o dia 15 de cada mês. Contudo, no dia 11 de dezembro de 2017, indo contra a decisão dos servidores, diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais reuniu-se com a gestão municipal e acordaram o que na assembleia geral foi contestado. Pois, os servidores querem que a lei seja cumprinda, e que o gestor pague os trabalhadores como deve acontecer, dia 05 de cada mês, e não dia 15.
Os servidores repudiam a atitude do SINDSEMP- Piripiri.
"Todos nós somos cobrados diariamente para cumprir nosso trabalho com excelência, então, no mínimo, queremos nossos pagamentos em dia. Pois isso é um direto do trabalhador. Quero ressaltar que só seremos fortes se todos se unirem, pois não devemos ter medo de cobrar o que nos é de direto", ressaltou um dos servidores.

"Segundo o gestor e seu filho, o deputado, em campanha eleitoral em 2016, eles iriam valorizar o funcionalismo público, que iriam pagar em dia, mas até agora não passou de promessa, pois nossos direitos estão sendo disrespeitado. Não estão cumprindo com a lei", ressaltou outro servidor.